domingo, 29 de janeiro de 2012

DA SACADA DE MEU SER.

Da sacada de meu SER
Fico marotamente sorrindo
Imaginando coisas lindas
Que certamente estão vindo.


O Sol me traz teu calor
A Lua...tua doce energia
A Chuva...os teus carinhos
As Estrelas...tua alegria.


O vento...o teu cheiro
A criança...o teu brincar
A menina...o teu sonhar
A mulher...O TEU JEITINHO
LINDO DE AMAR.

18 comentários:

  1. POETINHA, MUITO BONITO O TEU POEMA! GOSTEI DE CADA ESTROFE, MAS O FECHAMENTO É SUBLIME,
    MUITO DELICADO:"A mulher...O TEU JEITINHO LINDO DE AMAR...." BOM DOMINGO E PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  2. Que meigo esse poema, gostei.....parabéns, vc é um "doce de poeta"...rs

    ResponderExcluir
  3. lindos versos, como a esse poeta não amar?
    sabe fazer sorrir,ensina como é se apaixonar...
    tem um jeito terno de abrir seu coração...
    prosa com o sensual, faz perder a razão....


    como não se apaixonar?



    beijos poetinha, seu poeminha é lindo....
    ...como uma flor de maracujá...

    ResponderExcluir
  4. Amei, da sacada do meu ser, muito poético, poesia maravilhosa.....sem comentários....beijinhos.

    ResponderExcluir
  5. Poetinha que lindo seu poema! A sacada do seu ser deve ser tão doce como seus versos, deve ter um coração lindo e uma alma de muita luz para escrever tão carinhosas poesias. Grande beijo...

    ResponderExcluir
  6. tão doces palavras que encantam a alma;bjuss

    ResponderExcluir
  7. Parabéns!!
    Quem sabe sabe...e mais não sei dizer.
    LUXA

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde, Carlos Alberto de Oliveira, que lindo, queridíssimo! Obrigada pelo carinho, você é um poeta romântico e muito sensível! Um grande abraço e um beijo! Tenha uma ótima semana!
    Um beijoooooooooooooooooo!!!

    Quitéria Pereira

    ResponderExcluir
  9. Folheando a pagina da vida,
    hoje li quatro poesia,
    No livro da fantasia,
    Guardados na varanda da alquimia,
    Vou falar...
    Do que ela me dizia,
    Era uma emoçao tão forte,
    Daquela que contagia,
    Chega a brilhar os olhos,
    E doer o coração,
    Era lindas as palavras,
    Vinda do chão da alma,
    Da paixao de um terno ser,
    Que simplesmente AMA,
    Faz sorrir ,
    Se apaixonar,
    Faz carinho,
    Faz ninar,
    Faz chorar e se calar,
    Faz sonhar e acordar,
    Faz a lua reclamar,
    Faz o sol tudo esquentar,
    Faz o mundo todo girar,
    Até ficar fora do ar,
    Ficar no mundo da lua...
    E se apaixonar.
    Boa tarde carlinhos,
    Amei os seus versinhos.

    ResponderExcluir
  10. Adorooooooooo vc e tudo o que escreves
    sempre te acompanho, e sempre quando da
    compartilho suas poesias em minha pagina
    amo vc bjs_______________ <3

    ResponderExcluir
  11. Lindo, doce poeta!!! escreves com a alma. uma bela poesia com um toque de encanto. simplesmente lindoooo. beijos poeta

    Gi

    ResponderExcluir
  12. Lindoooo isso..."O Sol me traz teu calor, A Lua...tua doce energia, A Chuva...os teus carinhos, As Estrelas...tua alegria..." amei!!! Adoro te ler doce poeta... Bjssss

    ResponderExcluir
  13. poema perfeito...parabens pela beleza e graciosidade das palavras. abraços
    Lara

    ResponderExcluir
  14. que delicia,,,poeta!!
    este teu poema mim fez sorri,
    de uma forma graciosa,
    meiga serena,
    porque ele nada mais diz!
    que vc estar amando!
    E"isso E"uma felicidade dos deseus!!
    divino..
    com os comprimentos da Lua.,bjs sorrindo!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. nas floridas searas condulosas,
    cuja folhagem brilha fosforeada,
    passam sombras angelicas nervosas,
    lua monja da cela constelada,
    filtros dormentes dao aos lagos quietos,
    ao mar,ao campo,os sonhos mais serenos...
    entao,o"monja branca dos espaços,
    parece que abre para mem os braços,
    fria de juelhos tremula,rezando<1904cruz e souza..cisne nesgro
    {fraguimentos}
    bjs de lu"no poeta da lua"

    ResponderExcluir
  16. brigadu muito lindo...AMEIIIIIIIIIIII

    ResponderExcluir
  17. Na sacada do meu ser,contemplo um mineirinho todo sapeca,me oferecendo um bom pedaço de queijo de minas,claro!rssss...
    desço da sacada e vou sentar-me no banquinho vermelho da pracinha e ele senta ao meu lado..as horas passam,sorrisos e risos descontraidos,piadas engraçadas e já é hora de voltar cada um pra sacada de seu ser!beijos de luz.

    ResponderExcluir
  18. obrigada por me considerares digna de te ler, é lindo o que escreves, faz sonhar mais alto... traz.me paz, doçura, alegria, sentimentos que vou sentindo quando te leio... obrigada por este momento... beijinhos enormes..
    Anna Wicca

    ResponderExcluir