domingo, 2 de novembro de 2014

Desembestadinho.

Quero te dizer meu bem
Que quando o amor
Pega docemente na mão
Do frágil coração de alguém...

Esquece-se de tudo
Só se pensa no céu
Pois o amor tem obsessão
Por loucuras e mel.

Quanto a música e o vinho
São pra desamarrar
O cavalo das emoções...
E deixá-lo desembestar.

Minhas fantasias e sonhos
Não param de te gritar
Ando desembestadinho
De vontade...de te namorar.

8 comentários:

  1. Hoje o teu poema está com pitadinhas de açúcar...
    Parabéns Carlos
    abraço

    ResponderExcluir
  2. É dessa forma doce poeta!!!

    ResponderExcluir
  3. Então apeia deste cavalo com tua emoções...
    E vai namorar!!!

    ResponderExcluir
  4. Muito legal sua poesia ...adorei Bjos
    Ana Maria

    ResponderExcluir
  5. Seus poemas me fazem viajar! Bjs em sua linda alma poética

    ResponderExcluir