segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

MINEIRINHO

Sou um Mineirinho alegre
Com a astúcia de um sertanejo
Que adora um rabo de saia
E um bom pedaço de queijo.

Gosto de morar na roça
E de fazer uns versinhos
Sou um caboclo educado
Trato a todos com carinho.

Se não tiver feijão...eu não como
Também não enjeito uma amargosa
E quem  vai na minha casa
É tratado com muita fartura e prosa.

22 comentários:

  1. ANÔNIMA DA SILVA DAMASIO19 de novembro de 2011 11:49

    ainda bem rsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Adorei....rsrsrsrrssrs só voce mesmo....rsrsrsrs LUCINEIA MAGRI.

    ResponderExcluir
  3. mineirinho e sertanejo...alegria e boa disposição não falta !!!!

    ResponderExcluir
  4. Meu amorzinho, o que é uma amargosa?

    rsrsr

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Que bom que não bebes.rs

    Adoro uma roça, queijo e um cabloco educado, mas
    sem a danada da marvada.rs Um beijo

    ResponderExcluir
  6. Mais uma qualidade do meu mineiro preferido!
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Zeze,este mineirinho é realmente um grande poeta.
    Quando posta algo,é um encanto só. Esperando os dois para postar em meu blog. Ocê também é danada de boa.Poeta querido, amei o mineirinho....

    ResponderExcluir
  8. Neuza Barroso........amei realmente voçê merece os parabéns,com meu carinho......abraço

    ResponderExcluir
  9. Adorei mineirinho conterrâneo de Cassia.... muito bom!!! Beijinhos miguxo.

    ResponderExcluir
  10. Ahh!mais que prosa mais gostosa....d'um mineirinho alegre e feliz!! Este caboclo educado gosta das coisas boaaaas...não é bobo não...!Pois eu adorei,ocê!! bjos com gosto de queijo com goiabada!
    yaradarin

    ResponderExcluir
  11. Então, "Mineirinho"... A "amargosa" também dispenso... mas sem prosa não vivo não! E a sua é boa que só! Melhor mesmo só a sua Poesia "UAI"! rsrs

    ResponderExcluir
  12. É, Carlinho de Bento!
    O vento sobra onde quer
    Quando não sei, invento
    Nojento é não ter mulher.

    Sinto falta de você,
    Cadê seu sorriso franco?
    Destranco o coração do ipê
    Que floreceu ao pé do barranco.

    ResponderExcluir
  13. Sim... este é você!
    Alegre... desprendido de qualquer vaidade...
    Ou maldade...
    Adoro você... e sinto a tua falta.
    Beijo muito carinhoso sempre.

    ResponderExcluir
  14. O mineirinho não vai mais escrever?
    A carioquinha quer te ler!
    Um beijo, Sol

    ResponderExcluir
  15. Adorável mineirinho
    cheio de charme e carinho
    faz sorrisos quando pode
    se não pode,
    faz um verso que sacode!

    rsrs... Adorei, viu?! ^_^• Mesmo o versinho não tendo saído à altura!!!


    Bjinhos...

    ResponderExcluir
  16. Eita só falta o frango com polenta e um leitim no final do dia... hehe adorei

    ResponderExcluir
  17. Eitaaa mineirim pralá de bão ........é prosa e fartura e coração prá mais de Km rodado , ser humano bem humorado ... é caboclo de Cássia danado uai so .Aieee senti falta de um pão de queijo quentinho Hummmmmmm já deu água na boca ,e vontade de comer e prosear com o mineirinho .... Adoro você amigo .... Bjo na palma da mão e no seu coração !!! Vivi

    ResponderExcluir
  18. Mineirinho esperto!!!!!!!!!!!!!!!!
    Também não consumo bebidas alcoólicas,mas não dispenso um "queijim"mineiro com doce leite rsrsrs
    Qualquer dia apareço na sua casa, provar toda essa fartura e prosa.bjus

    ResponderExcluir