segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

LADRA DE SONHOS

Acreditei no amor
Tenho que confessar
Mas de uns tempos para cá
Começei a desconfiar.

São mentiras que vão
São mentiras que vem
Não estou conseguindo mais
Acreditar em ninguém.

Vc sabe do que estou falando
Pois vc me enganou.
Quero de volta meus sonhos
Para onde vc os levou ?

2 comentários:

  1. NOSSA....QUE FORTE..ISSO..POETA CARLOS..São mentiras que vão
    São mentiras que vem
    Não estou conseguindo mais
    Acreditar em ninguém.qtas verdades há nessa poesia...confesso acho que.vc..está tentando descarregar uma grande frustração..dentro da poesia um desabafo..sei..la..algo..assim..achei..muito..triste...mais..enfin..são poesias...parabéns poeta...continui brilhando...bjs...betty.g:)

    ResponderExcluir
  2. ANÔNIMA DA SILVA DAMASIO29 de novembro de 2011 16:02

    vixe, poeta...se te passaram a perna...esquece e olha pra frente...todo mundo já foi contemplado ...como consórcio, na vida...nem todo mundo é 171....exorciza esses demônios...

    beijos...rsrsrsr

    ResponderExcluir