segunda-feira, 21 de maio de 2012

PEDAÇOS DE NÓS.

É fácil perceber
A dimensão de nosso SER.

Existem pedaços de nós
Por ai espalhados
Pelas estradas da vida
Do presente e do passado.

Alguns ainda intactos
Outros machucados
Muitos que viraram saudades
Muitos que são sonhos acordados.

É importantíssimo 
Termos consciência
Que a somatória desses pedaços
É que formam nossa vivência.

POIS VIVER É APENAS ESPALHAR
O QUE TEMOS PRA DAR...
PEDAÇOS DE NÓS.

MAS HÁ UMA EXCEÇÃO
QUANDO NOS DOAMOS
COMPLETAMENTE
Á OUTRO CORAÇÃO.

MAS POR FAVOR...
NÃO ME PEÇAM PRA FALAR DE AMOR.

20 comentários:

  1. MUITO BONITO, "PEDAÇOS DE NÓS"...NÃO FALAR DE AMOR É NÃO VIVER....É COMO ALGUÉM DISSE METADE DE MIM É AMOR E A OUTRA TAMBÉM!!!
    BOM DIA!

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito!!!!
    POIS VIVER É APENAS ESPALHAR
    O QUE TEMOS PRA DAR...
    PEDAÇOS DE NÓS.....
    Uma linda semana Poeta !!!

    ResponderExcluir
  3. BOM DIA POETA CARLOS...LINDÍSSIMO QUERIDO...PARABÉNS...FELIZ SEMANA..AMO LER VOCÊ..BEIJOS BETTY.G;)

    ResponderExcluir
  4. anônima Damasio21 de maio de 2012 08:30

    só existem dois caminhos na vida...um é se tornar amargo com o que aconteceu de ruim na vida e o outro é tomar como lição para começar a ser feliz...como disse outro poeta..." a dor é inevitável...o sofrimento é opcional"



    beijos docinhos

    ResponderExcluir
  5. rsrsrrs
    Bom dia!
    Carlinhos só você para me fazer rir!
    Não pode mais falar de amor??
    Vamos juntar os pedaços,
    Construir um lindo tapete,
    E fazer a vida desfilar,
    Sorrindo para o amor!!!
    bj

    ResponderExcluir
  6. Nossa poeta, amei!!! Belíssimo...parabéns!!!Uma tarde linda p vc e uma semana iluminada!!!Bjsss...

    ResponderExcluir
  7. Lembranças que ficarão para sempre dentro de nós.. outras que por algum motivo irão se espairecer da nossa memória... por vezes são essas lembranças que nos fazem renascer.. que nos fazem sentir que tudo valeu a pena... pois ser quem somos hoje à vida que tivemos o devemos.. vamos nos tornando Seres Humanos melhores dependendo da vida que tivemos outrora...tudo o que fez parte de nós e tudo o que hoje vivemos são um misto daquilo que fomos... e quem somos... maravilha meu Poeta de Sonhos, haveria muito mais para descrever através das tuas palavras... mas por agora vou ficando por aqui.. saboreando o que acabei de ler de ti.. beijinhosss imensos.. obrigada ...

    Anna Wicca

    ResponderExcluir
  8. Lindoooooooo sem comentário ...hoje tô ...
    Mil bjussssssssss

    ResponderExcluir
  9. Sim, concordo que "Viver é espalhar o que temos pra dar", e você faz isso com perfeição...
    Então eu peço sim, fale de amor, e fale sem medo, pois o amor é perfume que se espalha pelos jardins dos corações, tanto na cumplicidade entre homem e mulher, como na pureza da verdadeira amizade.
    Aplausos por mais esse belíssimo e reflexivo poema!!!

    Carinhos...
    Beijos floridos

    ResponderExcluir
  10. Delaine Cristina Alves21 de maio de 2012 15:41

    Perfeito,amigo poeta!!!!! Ótima noite p ti!

    ResponderExcluir
  11. lindo amigo, amei..bjos.

    ResponderExcluir
  12. Ah Carlinhos, não desista de falar de amor ou viver um amor porque somos mesmo despedaçados e machucados pelo amor, mas precisamos refazer nossos sonhos ter esperanças e continuar buscando a felicidade é melhor sentir esta dor do que nunca conhecer a ferida de um amor verdadeiro, LINDO MAIS CONTINUE FALANDO DE AMOR POETA.

    ResponderExcluir
  13. amei...lindo poema,o que é bom e belo voce guarda pra sempre o ruim voce esquece joga fora.

    ResponderExcluir
  14. Assim vc me mata...
    Meu coração é de manteiga...
    Me derreto com teus poemas..
    Meu querido amado Carlinhos...
    Beijinhos...(BIA)<3

    ResponderExcluir
  15. Pedaços de nós espalhados em versos, nos fazem sentir o inteiro que somos, embora cada pedacinho contenha um tanto de felicidade, outro tanto de tristeza, mas tudo faz parte do viver intensamente. Abreijos, guida

    ResponderExcluir
  16. parabéns !!
    "PEDAÇOS DE NÓS" partículas no ar que sufocam o ar que se respira...
    luxa

    ResponderExcluir
  17. Existem pedaços de nós
    Por ai espalhados
    Pelas estradas da vida
    Do presente e do passado.
    Muito verdadeiro querido poeta!

    ResponderExcluir
  18. Está triste, poeta? Fala de amor, vai...

    ResponderExcluir
  19. Ah não te peço pra falar de amor
    Te peço pra vive-lo simplesmente
    E assim quando esquecida a tua dor
    Hás de viver mais amorosamente!

    Dorothy de Castro

    beijos poeta!

    ResponderExcluir